quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Dezembro: Natal e Ano Novo

  

 
  Apenas eu que acho que esse ano passou em um piscar de olhos? Meu Deus, Estamos no primeiro dia de dezembro! Para os sortudos que não pegaram recuperação que não é meu caso já estão gozando com muita felicidade as suas lindas e calorosas férias de final de ano. Um alívio, um descanso desse ano tão conturbado, pelo menos o meu.
  As lindas e queridas férias de verão pelo menos para mim são as mais legais a que deixa mais histórias para contar e daí surge o "eu sei o que você fez no verão passado". Ou para os menos sortudos e mais pobres rende muuuitos tweets, muitos rolêzinhos com amigos e um tempo de reflexão profunda para simplesmente dar uma esfriada na cabeça, em tudo.
  Chega o natal, aquela coisa de todo mundo dar presente um pro outro, aquele amigo secreto na sua sala ou no trabalho. Você sempre pega aquela pessoa que falou uma ou duas vezes na sua vida e tem que dar um presente para ela. É maravilhosa a sensação de comprar aquele CD daquele artista que a pessoa nunca ouviu falar e ela sorri para você com aquela cara de "nossa você é foda, eu amo esse artista". Falsidade não, apenas um gesto bonito para não magoar os outros né? Além dessa parte toda boiola carinhosa do Natal vem aquele Peruzão ou Chesterzão para todo mundo tirar a barriga da miséria. Só come panetone no final do ano, arroz com passas, pavê e outras delícias na noite natalina porque depois meu bem ... É só ano que vem porque a balança comercial não está favorável.
  Finalmente passando ao Ano Novo. Ah que coisa mais linda, todo mundo vestido de branco da cabeça aos pés, parecendo uma reunião de médicos ou de fantasmas, eu adoro muito tudo isso. Mas se tem coisa melhor é passar o ano novo na praia , eu acho. Sempre tem aquele fulaninho zé ruela para soltar fogos errado né? Se acha o top do baile funk e acaba ferrando os outros. Além disso tem aquela oferenda para Iemanjá né. Sempre vejo as pessoas na praia dando buquê de rosas meio que tentando conquistar a pobre Iemanjá. Coitada, se eu estivesse no lugar dela eu iria ser um tipo de Marilyn Monroe da vida. Só aceitaria diamantes nada de flores e abraços porque né ...
  Ah 2011, tenho tantas expectativas para você que é melhor você começar a realiza-las assim... Em Janeiro mesmo. Na verdade todos temos expectativas para o novo ano que chega né, mais do que normal. Cansados do ano anterior e sempre a procura de alguma promessa que agente não vai cumprir, como por exemplo "esse ano eu vou estudar!". Mas tudo bem né, isso já virou padrão. 
  Enfim, nem sei porque escrevi isso daqui, apenas precisava compartilhar meu lado criança, idiota feliz aos finais de ano. Apenas para despejar um pouco de inutilidade necessária em cima de vocês.

Um comentário:

Desi disse...

Oi, Dani!

Valeu a visita no blog, também adorei o teu :)
beijinhos!